Polícia Prisão

Suspeita de envolvimento em latrocínio de adolescente de 15 anos em Salvador é presa

Prisão aconteceu 12 horas após crime. Mulher foi encontrada no bairro de Alto de Coutos.

Por G7 Bahia

02/08/2022 às 21:23:37 - Atualizado há
Foto: Reprodução

Uma das duas suspeitas de matar a adolescente Cristal Rodrigues Pacheco, de 15 anos, durante um assalto, no Centro de Salvador, foi presa na tarde desta terça-feira (2).

Segundo a Polícia Civil, a suspeita foi encontrada por investigadores do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), em um beco, dentro de uma construção abandonada, em Alto de Coutos, no subúrbio da capital baiana.

A prisão aconteceu cerca de 12 horas depois do crime. A Polícia Civil informou que continua em busca da segunda envolvida no crime, que, assim como sua comparsa, foi identificada e qualificada ainda durante a manhã.

A suspeita será ouvida no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e, posteriormente, autuada em flagrante.

Antes dela, uma outra mulher foi conduzida à delegacia para dar informações sobre o assassinato. Depois de ouvida, ela foi liberada.

Corpo de adolescente de 15 anos morta durante assalto em Salvador é enterrado — Foto: Felipe Oliveira/TV Bahia
Corpo de adolescente de 15 anos morta durante assalto em Salvador é enterrado — Foto: Felipe Oliveira/TV Bahia

O corpo de Cristal Rodrigues Pacheco foi enterrado no final da tarde desta terça, no Cemitério Campo Santo, na capital baiana. A vítima seguia para a escola com a mãe e a irmã, quando foi abordada por duas mulheres.

Cristal Rodrigues Pacheco morreu após ser baleada em um assalto em frente ao Palácio da Aclamação, próximo ao Campo Grande.

Tiro na região do coração

Imagens mostram momento em que adolescente é morta em assalto — Foto: g1/Arquivo pessoal
Imagens mostram momento em que adolescente é morta em assalto — Foto: g1/Arquivo pessoal


O perito que examinou o corpo da vítima afirmou que ela foi baleada na região do coração.

"Ela foi vítima de um disparo de arma de fogo na altura da mama esquerda. Provavelmente, o projétil se alojou no músculo cardíaco, provocando um choque cardiogênico, e ela veio a óbito em questão de minutos", apontou o perito do DPT, Marcos Mouzin.

Uma testemunha que presenciou o crime conversou com a reportagem da TV Bahia sem se identificar, e deu detalhes sobre como a situação aconteceu.

"Rapaz, na hora que a gente viu a abordagem, a gente já ouviu o grito e o tiro disparando. [A suspeita] Foi atrás da menina que estava com a menina com o celular na mão. Mas só que a menina recolheu de dar o celular. Aí, quando ela recolheu, [a suspeita] disparou o tiro. A gente começou a correr para o lado do Corredor da Vitória, O corpo ficou lá no chão, estirado. Aí a mãe ficou desesperada".

Câmeras de segurança registraram o exato momento em que Cristal é baleada. A diretora do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Andréa Ribeiro, disse que essas imagens já estão sendo analisadas.

"A equipe do nosso Núcleo de Inteligência já trabalha na análise dessas imagens, em que a gente consegue visualizar a ação, o momento da cena do crime. Nossas equipes já estão fazendo essas análises, trocando informação com as outras agências de inteligência, a fim de que a gente possa identificar e prender as autoras do crime".

"A polícia precisa provar que foram essas pessoas que realmente praticaram o crime. Nossas equipes trabalham com informação, não só de inteligência, mas com outras fontes de informação, para que a gente consiga produzir as provas necessárias para a prisão dessas pessoas que participaram do crime."


Fonte: G1
Comunicar erro
G7 Bahia

© 2022 Todos os direitos reservados - G7Bahia
www.g7bahia.com.br

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

G7 Bahia