Manchetes Serial Killer

Lázaro Barbosa afirma que não cometeu chacina de Ceilândia sozinho, segundo tia

A tia, Zilda Maria, relatou em entrevista que ele ligou para a mãe dois dias depois do crime

Por G7 Bahia

23/06/2021 às 10:05:24 - Atualizado há
Foto: Divulgação PC

A tia de Lázaro Barbosa, Zilda Maria, relatou em entrevista que ele ligou para a mãe dois dias depois da chacina em Ceilândia, em Goiás, e contou que não agiu sozinho na ocasião. Segundo Zilda, a mãe do suspeito da ação criminosa e de diversos outros ataques estava em um ônibus, voltando para Barra do Mendes, na Bahia, quando recebeu a ligação.

"Ela atendeu o telefone no ônibus, ficou nervosa, ele perguntou se ela estava bem e ela disse: 'Como é que você me pergunta se eu estou bem? Depois de tudo que você fez ... Cadê a mulher? O que que tu fez?'. Aí ela disse que ele falou assim: 'Não foi eu sozinho e não sou eu que estou com a mulher', relatou a tia de Lázaro.

A onda de crimes supostamente cometidos por Lázaro teve início no dia 9 de junho. Ele teria matado um caseiro em uma fazenda de Girassol, distrito de Cocalzinho de Goiás. Segundo a Polícia, dias depois ele foi o responsável pela chacina de uma família em Ceilândia (DF), ocasião em que quatro pessoas – pai, mãe e dois filhos – foram mortos.

Desde então, ele segue invadindo chácaras para se alimentar. Em uma das invasões, o homem fez uma família refém e baleou um militar durante troca de tiros. Cerca de 270 policiais de Goiás e DF, além de agentes federais, compõem a força-tarefa que busca pelo suspeito.

Comunicar erro
G7 Bahia

© 2021 Todos os direitos reservados - G7Bahia
www.g7bahia.com.br

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

G7 Bahia