Sa√ļde Pandemia

Ministério da Saúde dispensa uso de licitação para compra das vacinas Covaxin e Sputnik V

Segundo o governo federal, o objetivo agilizar aquisição dos imunizantes, que ainda dependem da aprovação da Anvisa.

Por Agência Brasil

22/02/2021 às 07:10:05 - Atualizado h√°
Marcelo Camargo/ Agência Brasil

O Ministério da Sa√ļde dispensou o uso de licita√ß√£o para compra das vacinas Covaxin, da √ćndia, e Sputnik V, da R√ļssia. O objetivo é dar mais agilidade ao processo de aquisi√ß√£o desses imunizantes.

A compra ainda depende da aprova√ß√£o para uso emergencial da Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa).

No total, ser√£o disponibilizadas para a popula√ß√£o 10 milh√Ķes de doses da Sputnik V e 20 milh√Ķes da Covaxin.

As entregas devem começar em março e deverão seguir o seguinte cronograma:

Sputtnik V

Março: 400 mil

Abril: 2 milh√Ķes

Maio: 7,6 milh√Ķes

Total: 10 milh√Ķes de doses

Covaxin

Mar√ßo: 8 milh√Ķes

Abril: 8 milh√Ķes

Maio: 4 milh√Ķes

Total: 20 milh√Ķes de doses.

O investimento previsto é de R$ 639,6 milh√Ķes na vacina russa e R$ 1,614 bilh√£o na vacina da √ćndia.

Comunicar erro
G7 Bahia

© 2021 Todos os direitos reservados - G7Bahia
www.g7bahia.com.br

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

G7 Bahia